terça-feira, 23 de novembro de 2010

De volta (Concerto da Shakira)

Bem, não tenho palavras para descrever como foi este domingo.
Fomos para o Pavilhão Atlântico às 7:30 da manhã, e ficámos lá resistentemente durante todo o dia, enfrentando o frio, o vento e a chuva que teimava em aparecer de vez em quanto.
Com isto conseguimos ficar à frente na fila, e quando abriram as portas, foi um correr até ao palco.

Conseguimos ficar mesmo mesmo encostadinhas às grades do palco, praticamente a 4 metros da Shaki.


Não tenho mesmo palavras para descrever o que senti, e o que sinto. Confesso que ainda estou muito chocada. Ouço as músicas dela e fico arrepiada. Tento dançar e não consigo.
Estou triste por ter acabado, estou triste porque todas aquelas sensações do concerto agora são apenas memória, e a memória tende a desvanecer.

A Shaki sempre foi para mim um modelo a seguir, desde criança. Foi aos 9 anos que a descobri, e o que nos ligou foi a imagem que eu tinha de mim mesma enquanto mulher. A Shaki representava exactamente a forma como eu me via.
Com isto, nunca imaginei que algum dia pudesse vê-la de tão perto. Estive a 4 metros dela, praticamente. Vi tudo, vi as expressões, a forma como ela dançava, tudo. E amei.
Foi tão mágico.

Porra, chorei no concerto. Chorei de tanta emoção, chorei porque estava num sonho.

Mas pronto, tirando a parte pessoal, o concerto foi BRUTAL! Completamente! Desconfio que tenha sido um dos melhores concertos dela.
E o público estava ao rubro. Puxámos tanto por ela, envolvemo-nos tanto! Ela própria ficava sem palavras.

Foi lindo!

Ficam aqui algumas (MUITAS!) fotos que uma das amigas que estava comigo tirou:


1 comentários:

Flávia on 24 de novembro de 2010 às 23:35 disse...

http://www.facebook.com/pages/Shakira-queremos-te-de-volta-em-2011/131104670280508
Liga-te, para que termos o mais rapidamente possível a Shakira em Portugal!
Juntos vamos conseguir!

Enviar um comentário

 

Autora

A minha foto
Sou uma Rapariga Transexual, de 17 anos, numa luta pela sua identidade. Sou sensível, afectuosa, desprotegida, mas lutadora. A minha vida é feita de sonhos e esperanças, mas quero acreditar que um dia vou poder viver como qualquer outra pessoa. Quero acreditar que daqui por pouco tempo serei capaz de ME ser, por inteiro!

Translator

I'm so sorry if this translator is stupid and makes non-sense sentences, but it's the best I have to offer.

Visitas

Desde 09/10/09


Seguidores