domingo, 5 de dezembro de 2010

Desabafo II

Estou a ter outra recaída, e sinceramente, acho que desta já não me levanto tão cedo.

Tenho andado super deprimida e outra vez com vontade de pôr um ponto final nisto.
Não adianta de nada eu tentar aceitar o meu corpo, os meus ombros, não consigo. Eu só tenho medo de não conseguir ficar "decente" no futuro, e de sempre se ir notar que nasci diferente. Não quero, só quero ter paz e saber que fiquei bem, mas a esperança é nenhuma.


Depois, é aquilo que as pessoas que me rodeiam e que supostamente me querem bem, me fazem sentir. Já não basta o mal que me sinto, e elas ainda me fazem sentir mais inútil.
Ninguém me dá valor. Sinto-me um lixo ao pé de todas as outras pessoas.

Para a minha família, as minhas irmãs e as minhas primas são fantásticas, fazem sempre coisas maravilhosas, têm sempre algo para gabar. Eu, embora faça coisas igualmente tão boas, não tenho quem me dê uma palavrinha, um elogio.

Além disso, não fazem um esforço para entender o que eu sinto. A maior parte pensa que as coisas são como elas pensam que é, mas na verdade é diferente.
E o pior é que me dão sempre a volta. Mas eu é que sou burra, porque faço as coisas em função dos outros, e não devia. Faço para agrada-los e não para me agradar.




Há uns dias conheci um rapaz na Net. Chama-se Gil, é um rapaz que veio de São Tomé há pouco tempo, e que não tem amigos cá, só alguns familiares. Passámos estes dias a conversar, a partilhar o que sentimos e o que pensamos, e a verdade é que ele me faz sentir muito bem, muito bem mesmo.

Ele tem uma forma de pensar e de ver as coisas de uma forma tão diferente da maioria dos rapazes que conheci até hoje. Criámos uma ligação, mesmo que via net, tão grande. É difícil passarmos um dia sem falar um com o outro.
E ele elogia-me, e diz-me que sou tão doce e meiga, e que lhe ensino tantas coisas. A verdade é que tenho uma vontade enorme de ir a correr ter com ele a Coimbra, e mesmo ele disse que me quer conhecer e me abraçar.

O pior é que eu não lhe cheguei a contar o que se passa comigo. Ele viu as minhas fotos, mas não desconfiou de nada.
E eu sei que ele não gosta de rapazes. Embora eu não seja um rapaz, ainda tenho corpo disso, e tenho medo que ele se afaste quando souber.

Ah! E para não falar que ele tem um primo mais velho que lhe diz que as raparigas brancas são "só uma ilusão" e que "não são grande coisa". Eu não quero dar razão ao primo dele, até porque sei que o que valho e o que eu estava disposta a dar e a fazer por ele, mas a verdade é que eu estou completamente dentro do que o primo dele disse. Sou uma ilusão. E vou ser uma desilusão muito grande, e era isso que eu não queria.

Tenho tanto medo de lhe contar e de o magoar... chiça, gosto tanto de o ver feliz, e ele merece ser. Não quero mesmo nada magoá-lo.

E ele tem sido a minha única fonte de força e esperança nos últimos dias... ele tem-me feito imaginar, sonhar, ele tem-me feito feliz...

2 comentários:

Riten on 5 de dezembro de 2010 às 17:43 disse...

quero-te dizer alguma coisa que te faça sentir melhor, a sério que quero. Mas não sei o quê :\
Mas tu és tu, não és ilusão nenhuma! Não és.
Se tu fores, eu também sou, e muita gente por aí fora. às vezes as pessoas não vêm a pessoal que realmente somos, e sinceramente, não se preocupam muito com isso... Porque um dia, já não nos conhecem. E tu, as pessoas que conheces hoje e que são "más", amanhã não te conhecerão, e acredita, vais ser muito melhor que elas! Elas vão-te invejar. Porque muita gente, quer a coragem que tu tens.

Andreia on 5 de dezembro de 2010 às 18:04 disse...

Oh Riten, obrigada.
Eu preciso tanto de acreditar nisso.
Infelizmente não te posso dizer muita coisa agora :/, mas agradeço.
Obrigada! *

Enviar um comentário

 

Autora

A minha foto
Sou uma Rapariga Transexual, de 17 anos, numa luta pela sua identidade. Sou sensível, afectuosa, desprotegida, mas lutadora. A minha vida é feita de sonhos e esperanças, mas quero acreditar que um dia vou poder viver como qualquer outra pessoa. Quero acreditar que daqui por pouco tempo serei capaz de ME ser, por inteiro!

Translator

I'm so sorry if this translator is stupid and makes non-sense sentences, but it's the best I have to offer.

Visitas

Desde 09/10/09


Seguidores