sábado, 27 de fevereiro de 2010

Pequena Actualização + Consulta de Sexologia

Boa noite!

Bem, já não escrevo há algum tempo, não tenho andado com inspiração/cabeça para isso.

É tão triste quando olhamos em redor e vemos as pessoas a evoluir, a crescer, a realizar sonhos e fantasias antigas, a construir as suas vidas, e depois olhamos para nós e ... e nada.
É exactamente esse o problema.
O mundo vive e renova, e nós continuamos aqui, no mesmo ponto, da mesma forma que há não sei quanto tempo atrás.
Uns encontram as suas "almas gémeas", outros fazem isto e aquilo, e eu sei que não tenho direito a esse tipo de coisas.
Claro, como todas as vezes, tento agarrar-me à fantasia, porque supostamente "daqui a uns aninhos vou estar óptima, maravilhosa, e vou viver a minha vida e quem sabe encontrar um rapazito".

Ponho-me a pensar no que será de mim, em como vai ser a minha transição, os problemas que ainda vou ter de enfrentar, e como será a minha verdadeira vida, assim que tudo isto passar.
Entristece-me saber que estou praqui, perdida.

Consulta:
Bem, na 5ª feira tive consulta. Foi uma porcaria!! Se eu soubesse, nem teria ido, não me serviu de nada.
Supostamente, a 1ª consulta de Endocrinologia seria marcada ainda para Fevereiro.
O que a Drª me disse esta 5ª feira foi que:
"O Dr ficou de me dizer alguma coisa esta 3ª feira, mas não disse nada... vou ter de ir falar com ele na próxima semana."

Já estou a ver a minha vida a andar para trás.
É este stress, esta ansiedade estúpida e nervosismo em chama a que temos de estar expostos que nos dão cabo da cabeça.

Já estou mesmo a imaginar: só lá para Abril/Maio é que me chamam para a consulta.
Raios!
          

3 comentários:

Criaturinha on 28 de fevereiro de 2010 às 02:39 disse...

nao podes pensar assim! todos os problemas que possas vir a ter seja com o que for... principalmente com a descriminaçao... era optimo se pudessemos atingirr pessoas com raios laser e mudar-lhes o cerebro por qualquer coisa menos parva...

boa sorte com tudo, e nunca desistas de nada

Miguel on 1 de março de 2010 às 13:02 disse...

Descobri este teu espaço por acaso, mas não por acaso volto assíduamente, por curiosidade, pelo interesse, pela emoção que nos transmites a todos que por aqui passam. Tento lutar da forma que melhor sei ou posso - através das palavras - contra todas as formas de discriminação, da mesma forma que procuro enaltecer a vida feita de sentimentos, de emoções, de quem ainda sonha e acredita que haverá sempre um amanhã por que vale a pena acordar. Dizer que não tens direito seja ao que for é -desculpa-me as palavras - um perfeito disparate. Eu sei o que é pensar que nem todos nascem para serem felizes, que o mundo se divide muitas vezes em "nós" e os "outros", aqueles que têm e fazem tudo aquilo que para nós foi sempre um sonho de infância, um conto de fadas sonhado acordado. Quem te disser que não tens direito seja ao que for, especialmente à felicidade, é, como nas palavras da Criaturinha, não apenas um parvo mas também alguém que não chega sequer aos teus calcanhares. Amiga, nunca desistas dos sonhos, nem de ti mesma.

Andreia on 1 de março de 2010 às 18:57 disse...

Criaturinha:
Era óptimo, com certeza!
Assim evitar-se-iam muitas chatices.

Obrigada pela força ;)


Miguel:
Muito obrigada antes demais, por visitares o blog, ainda bem que gostas, é bom saber! (:
E obrigada pelas tuas palavras.
A verdade é isso mesmo... tenho de ter força para lutar, porque mais tarde irei colher os frutos. Irei ser feliz, amada , enfim.

Só que por vezes é complicado demais, e não há força para lutar. Por vezes só dá vontade de baixar os braços e desistir. Mas faz parte da vida, certo?

E aqueles que nos dizem esse tipo de coisas são aqueles que mais nos invejam por determinados aspectos, e os que na verdade não chegam ao nosso nível.

Obrigada pela força ;)

Enviar um comentário

 

Autora

A minha foto
Sou uma Rapariga Transexual, de 17 anos, numa luta pela sua identidade. Sou sensível, afectuosa, desprotegida, mas lutadora. A minha vida é feita de sonhos e esperanças, mas quero acreditar que um dia vou poder viver como qualquer outra pessoa. Quero acreditar que daqui por pouco tempo serei capaz de ME ser, por inteiro!

Translator

I'm so sorry if this translator is stupid and makes non-sense sentences, but it's the best I have to offer.

Visitas

Desde 09/10/09


Seguidores